sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Netanyahu busca ajuda de Putin na Síria:
Israel não está preparada para outra guerra 

 
25/8/2017, Elijah J. Magnier (@ejmalrai), @AlraiMediaGroup – Trad: Coletivo Vila Vudu

O primeiro-ministro Benyamin Netanyahu de Israel viajou até o resort russo de Sochito, para se encontrar com o presidente Vladimir Putin da Rússia, considerado o "senhor da casa" na Síria, numa tentativa já fracassada de extorquir do Kremlin o que não conseguiu de Washington, sobre as fronteiras de Israel e Síria.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Uma Junta Militar governa os Estados Unidos

 

Apontamentos sobre a Junta, um corredor de passagem desnecessário, e as manobras russas...


texto por Moon of Alabama, tradução de btpsilveira

Agosto de 2017 – "Information Clearing House" – Conforme uma teoria política dos anos 50, a estrutura do poder na sociedade dos Estados Unidos é construída principalmente em cima de três grupos de elite: pessoas com altas patentes militares, os executivos das grandes corporações e a direção geral da política. (Como “direção geral da política”, entenda-se a burocracia, assim como a CIA e seus capachos dentro do Congresso).

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Os Talibãs se renderam e os EUA não aceitaram. Agora eles estão de volta

 
texto de  Ryan Grim  tradução de btpsilveira

Agosto de 2017 – "Information Clearing House" – Por acaso você sabia que o Talibã tentou se render pouco antes da invasão do Afeganistão pelos Estados Unidos?

No Afeganistão, por séculos, quando uma força rival conquista o poder, os derrotados baixam suas armas e se integram à estrutura do poder – claro que com muito menos poder, ou nenhum. É como quando você lida com um vizinho chato ao lado do qual continuará a viver. Não se trata de um jogo de futebol, quando no final da partida cada time vai para a cidade onde está sediado. Para os (norte)americanos, é compreensivelmente difícil de entender, porque os EUA não lutam uma guerra prolongada no próprio território desde a guerra civil.

domingo, 20 de agosto de 2017

EUA efetua o primeiro disparo na Guerra comercial contra a China.
 US Fires First Salvo of Upcoming Trade War with China
Texto de Peter Korzun – tradução de btpsilveira
Enquanto a atenção do mundo está focada na Coreia do Norte e seu programa de mísseis nucleares, outra guerra está começando. A primeira salva de disparos dessa guerra aconteceu em 14 de agosto, quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou um inquérito sobre as alegações de que Pequim estaria roubando propriedade intelectual infringindo a Seção 301 da Lei de Comércio de 1974. Trata-se da primeira medida comercial concreta da atual administração contra a China.
Bannon O Bárbaro, agora 'termonuclear' 


"Bannon O Bárbaro e sua guerrilha termonuclear contra a junta militar que hoje controla a Casa Branca.
Essa afinal é guerra que se pode levar a sério." 

19/8/2017, Pepe EscobarSputnikNews – tradução do Coletivo VILA VUDU


"Estou deixando a Casa Branca e vou à guerra por Trump contra os adversários dele – no Capitólio, na mídia e nos EUA empresariais."


Eis o que disse o ex-estrategista-chefe da Casa Branca Steve Bannon, pelo telefone, ao homem que escreveu o livro sobre como Bannon/Maquiavel realmente conquistou a Casa Branca para O Príncipe, Donald Trump.

sábado, 19 de agosto de 2017

A hipocrisia das lágrimas por Barcelona

 
texto de Peter Koenig – tradução de btpsilveira

Em Barcelona, no dia 17 de agosto, às 17h00 – Uma van branca avança a 70 km/hora diretamente contra de uma massa de pedestres, a maioria turistas, na famosa Rambla, no coração de Barcelona. O total de mortos, 13, além de mais de 100 feridos. Nos eventos paralelos, a polícia matou um dos alegados perpetradores do atentado. O principal suspeito fugiu e ainda estaria foragido. Estaria mesmo? – Talvez ele também já esteja morto.
E os vencedores na era pós-Daech (Estado Islâmico) são...

18/8/2017, Pepe Escobar, Asia Times.

O caso de amor entre a Casa de Saud e o líder iraquiano nacionalista Muqtada al-Sadr revela o desespero dos sauditas depois da miserável derrota na Síria e de uma mudança para se opor ao Irã em Bagdá, em vez de se opor a Damasco.

Shi'ite leader Muqtada al-Sadr meets with Saudi Crown Prince Mohammed bin Salman in Jeddah, Saudi Arabia on July 30, 2017. Photo: Reuters via Bandar Algaloud/Courtesy of Saudi Royal Court
O líder xiita Muqtada al-Sadr reúne-se com o príncipe coroado da Arábia Saudita Mohammed bin Salman em Jedá, Arábia Saudita, dia 20/7/2017. Foto: Reuters via Bandar Algaloud/Cortesia da Real Corte Saudita

Muqtada al-Sadr está aprontando alguma. No Iraque ocupado de 2004, o líder nacionalista que adiante construiu o movimento Sadrista chegava a ser demonizado como inimigo número 1 dos EUA – destronando rapidamente Osama bin Laden. Agora está sendo pintado – pelos bajuladores de Wahhabistas de sempre – como uma espécie de Reconciliador.