terça-feira, 8 de março de 2016

Síria: preparação para nova grande operação.
Resultado de imagem para Moon of alabamapor Moon of Alabama ●●●●● tradução de btpsilveira

Março de 2016 – "Information Clearing House" - "Moon Of Alabama" – Parece haver algum progresso no “jogo” regional em torno do conflito na Síria. O Primeiro Ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu está em visita ao Irã. Os iranianos acenam com projetos econômicos lucrativos para os olhos turcos. De todo modo, o assunto principal foi a Síria. Segundo a fonte turca abaixo, foram acordadas as seguintes questões:

Taylıeli @taylieli

#Primeiro Ministro turco Davutoglu: Conversamos com o Irã sobre cinco questões:

1) Uma visita conjunta à Jordânia, nos próximos dias, para discutir a Síria.
2) A não interrupção do cessar fogo que vige na Síria.
3) A unidade da Síria.
4) A participação de todos os atores internos atuais no futuro da Síria.
5) Implementação de atos em conjunto para destruir todos os tipos de empreendimentos terroristas. O Estado Islâmico no Oriente Médio geográfico.


Tais declarações cheiram como se a Turquia pudesse amaciar suas posições, até agora rígidas.

O transporte militar russo através do Estreito de Bósforo aumentou de maneira acentuada. Grande número de novos caminhões, tanques e artilharia estão chegando na Síria. No verão, o porta aviões russo estará estacionado nos costas do país. Provavelmente, trata-se de preparação para uma campanha mais intensa.

Ao mesmo tempo, os Estados Unidos estão construindo um segundo (pequeno) aeroporto no nordeste sírio para, pelo menos alegadamente, apoiar as forças curdas lideradas pelos EUA, na luta contra o Estado Islâmico. Rússia e Síria seriam prudentes se tivessem muito cuidado com essas avançadas dos EUA. Depois de instalados, é muito difícil se livrar dos (norte)americanos.
It was last border crossing with Iraq still held by Damascus government. PHOTO: AFP
A passagem de Tanaf

Na sexta feira, uma força treinada, armada e paga pelos Estados Unidos, provavelmente apenas algumas dezenas, se tanto, atacaram a passagem de Tanaf, na fronteira Síria/Iraque que era dominada pelo Estado Islâmico. O marketing da campanha “rebelde” afirmou que se tratava do grupo denominado “Novo Exército Sírio”. A fronteira fica também próxima da fronteira da Jordânia, de onde vieram os lutadores.

 Com o apoio que tiveram dos EUA (ou da Jordânia), foram capazes de capturar um punhado de edifícios no meio do deserto que constituem a Estação. Vinte e quatro horas depois, o Estado Islâmico já estava novamente no controle total do local. Se for verdade, e creio que é, o tal “Novo Exército Sírio” não passa de piada sem graça e não deverá desempenhar qualquer papel de relevo na corrida para Raqqa.

No final, todos parecem usar a relativa calma que reina no terreno por causa das “cessações de hostilidades” para mover-se para posição de arrancada para nova campanha (possivelmente final) contra o Estado Islâmico e outros assuntos chatos. Será um verão bem quente na Síria.


______________________

Nenhum comentário:

Postar um comentário